Páginas

Pesquisar este blog

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Esperança

Fico às vezes pensando onde iremos parar.
Sou uma tola inútil,
mais uma onda em seu mar?

Prendo-me em seus olhos,
congelo em seus abraços,
escuto seu nome e abro um sorriso
mesmo que entre nós haja um grande espaço.

Vivo te esperando,
mas você nunca vem.
Ofereço meu coração
e só aceita quando lhe convém.

E você sempre responde,
ora indiferente,
ora como se me quisesse tanto quanto eu te quero.
Assim, sigo persistente.

Às vezes até me sinto contente,
mas a esperança dói e você não vê
toda chaga,
todo martírio,
todo tempo dedicado,
todo amor cativado.

A dúvida apenas fortalece o desejo de me libertar.
É tão fácil e viciante
viver só por amar.

Que seja em segredo,
esquecerei todos os meus medos.
Só preciso estar ao seu lado
e ter, por você, meu coração amado.

Afogo-me na esperança.
Sufoco-me de desejo.
Apenas dê-me um beijo,
e faça meu sofrimento cessar.

("Jéssica Stewart")