Páginas

Pesquisar este blog

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Sonhe com os anjos - 1

   O ano termina. É tempo de renovação. Para presentear os nossos leitores, daremos uma nova escritora: Regal Crescent. E ela vem com tudo, fazendo vocês sonharem com os anjos.


Capitulo 1 – Dia da Amy

“Estava tudo vazio, eu estava sozinha vendo o imenso nada ao meu redor.De repente,ouço uma voz suave pedindo ajuda. - Por favor, alguém me ajude! Eu imploro, me ajude! - Logo, vi um alçapão à minha frente e percebi que a voz vinha de lá.Pedi que a pessoa se acalmasse,peguei a alça e puxei com toda a força que tinha,mas aquela porta estava emperrada e escorregadia,porém não desisti,até que...BLAM! A porta do alçapão se abriu,e foi quando eu tive a chance de ver quem estava preso.Ele saiu da escuridão e logo vi que era um...”

*DESPERTADOR*
Acordei cedo de outro sonho incrível,já é a terceira vez que isso me aconteceu.Já começo a achar que é um sinal.Eu sou conhecida pelas minhas amigas por ter sonhos realistas e premonições. Loucura, né?
Depois de acordar, foi para o banheiro, escovei os dentes, lavei o rosto e penteei o cabelo, vesti minhas roupas e fui para a escola.

Encontrei minhas amigas em um pequeno grupo conversando:
-Oi, Amy- Falou Camille, minha melhor amiga. Ela é super doce, parece até um bibelô super frágil, mas tem suas surpresas.
-E aí, Pinky?- Perguntou Rebecca, a menina mais popular do grupo e da escola. Ela me apelidou de Pinky porque pintei meu cabelo inteiramente de rosa.
-Fala, Amy!- Disse Bianca, a mais séria de todas, porém gentil por dentro, até mais que Camille.
-Teve outra premonição, Amy? –Indagou Taffyta, muito tímida e talentosa. Sempre diz algo parecido com o que ia ser dito pelos outros, como se ela pudesse ler nossas mentes.
-Parece que você acertou de novo, Taff. - Suspirei. - Tive sim, mas queria saber como terminava, pois foi tão de repente.
-Conta pra gente como foi-Disse Camille.
Rebecca foi logo completando:
-Isso, conta, mas só depois de olhar aquilo ali!

Estranhei a Rebecca quando não se interessou pelo meu “sonho” de hoje (ela ama saber dos meus sonhos principalmente inventar os finais incompletos), mas vi o que tirou a atenção dela. Dois garotos que nunca tinha visto (novatos) estavam parados na porta de entrada da escola analisando tudo. Eles pareciam gêmeos, se não fossem seus estilos de roupas muito distintos. Ambos tinham cabelos negros, mas um possuía mechas vermelhas no cabelo, usava piercings, aderindo a um estilo gótico punker, mas continuava um mistério descobrir o que se passava em sua mente. O outro era bem diferente, com roupas simples e azuis, tinha uma expressão de “querer sempre uma aventura” e de ser muito atlético.
Não sei como, mas parecia que fiquei sonhando de olhos abertos -de novo- e só acordei com a sirene da escola. Peguei minha mochila, e antes de ir para a sala,olhei de novo os novatos. Parece que já fizeram amizade com um trio de rapazes.